terça-feira, 7 de maio de 2013

"Continuo acreditando que o cráter de uma mulher não se mostra quando o amor começa, e sim quando ele acaba" (Rosa Luxembrugo em carta à Mathilde Jacob, amiga colaboradora de Rosa em sua produção literária).

Nenhum comentário: